O yôga na vida da gente

20/05/2016 19:32

Muitos falam que fazer yôga é besteira e que quem faz vira rip ou zen. Inclusive eu pensava isso antes de fazer uma aula de yôga indiana (Shivam Yoga). Confesso que me achei estranha porque nunca fiquei tão leve assim antes. O meu mestre de yôga é o Arnaldo, esse homem da foto. Mas eu não vim falar da minha experiência. Vamos lá!

O yôga é uma prática adotada pelas pessoas para treinar equilíbro, respiração, retirar ansiedade e nervosismos do dia. Teve origem na Índia.

Em uma entrevista no programa do Faustão, um ator que trabalhou em Hollywood disse que todas as pessoas deveriam fazer yôga, pois essa prática ajuda a se controlar e deixa o ser humano mais leve e o possibilita conhecer seu corpo. Isso é verdade...

O yôga deveria ser praticado principalmente por aqueles que gostam da natureza ou trabalham muito e vivem de cabeça cansada. Essas pessoas precisam de descanso e contato com o corpo.

Os benefícios do yôga: 

1- Ajuda a conquistar e manter uma boa saúde.
2 - Alivia doenças respiratórias, dores nas costas, auxilia na perda de peso, desordens do aparelho digestivo, melhora o sistema cardiovascular, o funcionamento das glândulas endócrinas e pode ser utilizada como terapia de apoio para inúmeras enfermidades. Também beneficia o sistema nervoso e o cérebro.
3 – Alivia ou elimina gradativamente problemas físicos originários de causas psíquicas (doenças psicossomáticas).
4 - Possibilita sensível melhora da condição estética e definição corporal. Podemos trabalhar o corpo sem desenvolver hipertrofia (aumento de volume de massa muscular).
5 – Aprimoramento do intelecto, concentração e memória.
6 – Melhora e reforça a autoestima, a autoimagem e a força de vontade.
7 - Melhora a forma de nos relacionarmos conosco, com os outros e com o mundo.
8 - Proporciona alívio de estresse.
9 – Possibilita entrarmos em contato com a real expressão de nosso potencial latente.
10 - Proporciona autoconhecimento e paz interior.

Esses são alguns benefícios do yôga! Espero que eles tenham te ajudado a desenvolver uma vontade de fazer aulas de yôga. Afinal, quem não quer estar de bem consigo mesmo?

 

 

Isabela Gutz Cunha Carvalho é aluna do CAOP e escreve regularmente neste espaço.