Trancada no quarto, deitada na cama...

07/05/2012 19:43

 

 

 
                Trancada no quarto, deitada na cama. A música passa pelos fones e invadem os meus ouvidos. Uma melodia melancólica. Surgem estúpidos devaneios. Lágrimas cortam como lâminas afiadas e escorrem como sangue. A verdade que me foi dita horas atrás, foi recebida como lanças perfurando meu peito. A respiração calma e monótona faz minhas costelas doerem, como se estivessem sendo esmagadas. Estou morrendo aos poucos, e aquela melancolia da música me faz adormecer. Dormir não dói, e não faz ninguém sofrer.