Jeito de ser de cada um

15/05/2014 21:38

 

 

Já pensou se todas as pessoas do mundo fossem iguais? Você acha isso legal?

Imagine todos os seres humanos deste planeta se vestindo com uma saia de cetim marrom, uma blusa xadrez, as meninas com um laço no cabelo e os meninos com o mesmo penteado para trás. E todos eles brancos. Todos eles marchando com os passos alinhados e no mesmo tempo. Não seria bom.

Há tantas diferenças entre nós!  E temos que aprender a lidar com elas.

Existem pessoas que gostam de música clássica, outras já gostam de um POP, jazz, rock n’ roll. Pessoas que gostam de violino, outras que gostam de harpa, violão, guitarra, bateria, baixo, teclado.  Pessoas que preferem roupas longas, outras preferem roupas curtas, justas, coladas, soltas, antigas... Pessoas que gostam de cabelo preso, outras gostam dele solto, liso, cacheado, ondulado...

Temos que aprender a respeitar as diferenças dos nossos semelhantes para sempre termos companhia, amigos e nunca sermos maltratados ou excluídos.

Sabe aquelas panelinhas da escola? ( todas as escolas têm aquele grupinho de garotas e/ou garotos que só vivem juntos). Não precisamos ter inveja dessas pessoas, porque os verdadeiros valores da vida não estão nas panelinhas e sim, no coração.

 

Isabela Gutz Cunha Carvalho é aluna do CAOP e escreve mensalmente neste espaço.