Assassin's Creed:Renascença – O Enigmático

24/06/2013 16:37
Pseudônimo: O enigmático
Livro: Assassin's Creed:Renascença
349 páginas
 
Poema
 
Sozinho, ele estava de pé no meio da multidão,
era Ézio vendo o seu pai e seu irmão,
sendo executados sem compaixão
 
 
O executor do seu pai, Humberto Alberti, ele deveria matar,
para isso um asssassino teria que virar,
seu pai havia deixado um baú com tudo que ele precisaria,
agora era a hora de treinar para Alberti matar.
 
 
 E foi feito, com apenas uma lâmina, Alberti, estava morto
portanto, agora dos guardas, ele deve fugir,
Com a sua fuga não teve ajuda,
E para as sombras que ele fez desaparecer.
 
 
Fugiu para casa de seus tios onde
eles lhe explicaram a lenda dos assassinos.
Seu tio, outro assassino, o ensina realmente a arte de matar,
para que todos os templários como Alberti o Ezio acabar.
 
 
 
Após seu duro treinamento terminar,
pela Itália ele teria que viajar 
para todos os templários matar.
 
 
Com o passar dos anos, ele descobre 
que um pedaço do Éden dos templários deve roubar.
o furto aconteceu,
e Ézio ajuda recebeu.
 
Maquiável, um de seus mentores, descobre que Ézio é o profeta,
que os dois pedaços do Éden vai conseguir juntar.
O primeiro pedaço do Éden o indica o local do segundo,
No vaticano ele terá que entrar,
o Éden está com o Papa,
e então o Papa Ezio terá que matar,
na hora do último golpe, o Ézio começa a fraquejar,
e sem matar o Papa, Ézio o Édem pega
e o profeta triunfa!