Aluna: Maria Emília

05/09/2011 13:15

Ouro Preto,05 de agosto de 2011

 

    Querida Mariany,

    Espero que esta carta te encontre muito bem e que você tenha tido um bom período de férias.Estou escrevendo para te contar um pouco das minhas férias.

    Passei minhas férias na casa da minha avó lá na chapada .Lá  tinha muitas crianças para brincar,eu me divertir muito brincando de rouba- bandeira,pique-esconde,andei de bicicleta,soltei papagaio e aprontei muito.

    Comi pizza,hambúrguer,e mais um monte de coisas gostosas.Nas horas de descanso,aproveitei para ler dois livros que achei muito legais, que são "Querido diário otário :Os adultos podem virar gente?" e o outro da mesma coleção é "Tem um fantasma na minha calça!"

    Diário otário,na verdade, é uma coleção que hoje já tem 10 livros e conta as aventuras de Jamie. É uma menina da nossa idade que escreve sobre suas aventuras e problemas com seus amigos da escola,sua família e seu cachorro chamado fedido.Cada capítulo é um dia de sua vida e  conta uma história inteira que acontece na vida dela.O autor escreve de um jeito muito engraçado,como se fosse a garota falando.Me apaixonei e já li 5 livros  dessa coleção ,escrita por Jim Benton.

    Eu indico esse livro porque é muito divertido. No episódio "Tem um fantasma na minha calça" ,a Jamie ganhou uma calça nova,perfeita para humilhar a Angelina que é a garota mais bonita da escola e sua inimiga numero 1.

    Só que a Jamie tinha feito uma sacanagem com o fedido e ele comeu a calça dela para se vingar.

    Ela começa achar que tem um fantasma na calça del,a porque coisas estranhas começam a acontecer e ela  vai até descobrir que a Angelina pode ser legal.E no outro livro,a Jamie vai ficar refletindo sobre o porquê dos adultos agirem de forma diferente. As coisas pioram quando sua tia  vem morar com ela e trabalha na escola.Ela vai descobrir que a Angelina e ela tem realmente uma coisa em comum.

    Leia, Mariany, você vai se apaixonar por ela,como eu me apaixonei.

    Acho que agora já falei demais. Vou terminar essa carta esperando sua resposta.

    Abraços,

    Maria Emília