Alguém

05/04/2015 20:24

 

       Todos estamos à procura de um “alguém”. Seja um alguém que escute, um alguém que ame, um alguém que respeite, um alguém que console ou um alguém que entenda.

       Esse “alguém” pode ser um pai, uma avó, um filho, um amigo, qualquer um. Só precisamos de uma pessoa que nos entenda. Que entenda porque nos sentimos tristes, porque nos sentimos alegres, porque não gostamos disso ou daquilo... Alguém que entenda o porquê, sem que precisemos explicar.

       Encontramos pessoas na vida que acreditamos ser o nosso “alguém”, como um(a) namorado(a), por exemplo. Mas, às vezes, nos decepcionamos. Temos certeza de que amamos aquela pessoa e de que ela nos ama. Mas ela não entende porque você está triste ou desolado. E a questão é: esta pessoa não tem a obrigação de saber.

       Nós achamos que todos precisam entender nossos "porquês”, nossas razões. Mas não há como. Ninguém mais do que você mesmo vai saber por que e como você se sente melhor. De que adianta se importar com o reconhecimento dos outros, se você sabe e, de fato, entende o que você está passando?

       O “alguém” que tanto almejamos e queremos ao nosso lado pode estar mais perto do que pensamos: pode ser nós mesmos.

 

Lis Vieira da Mata é aluna do 7º ano e escreve mensalmente neste espaço.